Fauna e Flora

Um país isolado do resto do mundo permitiu à evolução seguir caminhos distintos, criando espécies únicas, em termos de fauna e flora.

Apesar de este Arquipélago ser um dos países mais pequenos do mundo é igualmente um dos mais ricos em biodiversidade e endemismo, possuindo também várias espécies introduzidas pelo Homem, intencional ou acidentalmente.

A necessidade de conservar a densa floresta tropical levou à criação, em 2006, do Parque Nacional de Ôbo, que representa cerca de 30% da ilha de São Tomé, e do Parque Natural do Príncipe que corresponde a cerca de 50% da Ilha do Príncipe.

Juntam-se ainda a Reserva Natural das Ilhas Tinhosas e a Reserva Natural das Rolas.

Em 2011 a Ilha do Príncipe foi classificada pela UNESCO como Reserva Mundial da Biosfera.

Fauna

Além das espécies nativas, o arquipélago de São Tomé e Príncipe conta com algumas importadas de diferentes localidades.

Os mamíferos terrestres foram quase todos introduzidos pelo Homem nos últimos quinhentos anos. O macaco (cercopithecus mona), foi uma das espécies introduzidas pelos colonos, além dos gatos, os porcos selvagens, a “Lagaia” (para combater os roedores que destruíam as plantações).

O arquipélago, que é considerado como um dos melhores “hotspots” para observação de aves do mundo, é um  paraíso para os interessados na diversidade e exclusividade de espécies aí existentes. Contam-se mais de 65 espécies de aves, sendo que cerca 25 são endémicas e de grande raridade. Existem também cerca de 16 espécies de répteis, entre as quais 7 endémicas.

As espécies morcegos são importantes pelo seu forte endemismo, sendo alvo de estudos científicos e de medidas de proteção e conservação.

A fauna marinha é também extremamente rica em biodiversidade, fazendo parte do imaginário de qualquer turista que visita ou pretende visitar São Tomé e Príncipe.

As tartarugas habitam as águas marinhas do país e utilizam as praias para a reprodução. Os esforços locais, o ecoturismo e o “turtle watching” são meios importantes para a preservação das várias espécies.

Estão presentes, também nestas águas, uma grande variedade de cetáceos, como várias espécies de golfinhos, baleias, orcas e cachalotes.

A riqueza de peixe, marisco e corais atraem todos os anos biólogos, adeptos do mergulho, do snorkling ou da pesca.

Flora

As ilhas de São Tomé e Príncipe têm uma diversidade tão elevada de espécies de plantas, que não existem em mais lado nenhum do mundo, as chamadas espécies endémicas, famosas a nível mundial. A sua riqueza natural, ou biodiversidade, é única e motivo de fascínio para muitos investigadores espalhados pelo mundo.

No arquipélago encontram-se registadas mais de 850 espécies de plantas, das quais cerca de 140 são endémicas.

O Jardim Botânico do Bom Sucesso, porta de entrada para o Parque Natural Obô, possui um herbário, que conta com mais de mil amostras de plantas, entre as quais espécies endémicas.

No que toca às flores, algumas despertam sempre a atenção do visitante: a rosa de porcelana, a rosa vermelha-alaranjada, os bicos de papagaio e a begónia gigante são as mais admiradas.